160

Quando olhamos em volta e reparamos que metade das coisas se foram embora, que tudo aquilo que nos mantinha vivos, em pé, com força e com garra para viver, foi por água abaixo, só conseguimos perguntar o porque de isto tudo ter acontecido se antes tudo nos unia, tudo nos mantinha próximos.. Pior, é quando vemos que afinal não foram embora mas que tudo mudou há medida que o tempo nos foi afastando, onde a esperança que nos restava (me resta) começa a profundar demasiado todas as memórias existentes, onde essa pequena esperança torna-se uma dor constante por nunca saber se algum dia isto dá uma volta de 360º e nos volta a unir. Há coisas.. que nem o tempo tem o poder de trazer de volta, por vezes temos de ser nós a querer que algo mude, mas não basta querer, é preciso lutar, acreditar e sim, um possível vencer. É nestes dias, onde estou de porta fechada no meu quarto, com as persianas encostadas, no meu silêncio, que a saudade bate à porta e está pronta para ficar..

3 comentários:

  1. lembra-te que eu nunca te vou largar, em que circunstância for. amo-te, meu coração bravo!

    ResponderEliminar